quarta-feira, 12 de março de 2008

X Torneio da Festa da Uva

Olá!
Cá estou eu, voltando às crônicas depois de um pouco mais de uma semana...
Desculpa a demora, mas tava esperando a classificação sair certinha em algum site.
Depois de 3 dias eu desisti, e vamos ao que interessa.
Bom, primeiramente, a viagem até Caxias do Sul - RS, que foi bem tranqüila e sem grandes
problemas... Isso na sexta, um dia antes do torneio.
Mais a noite, rolou uma simultânea à 4 mãos, com o Andrés, lá onde tava tendo a Festa da Uva!
Por sorte ficamos longe o suficiente pra não precisar ouvir o show do Daniel.
Pessoal bem simpático, e conseguimos ganhar as 20 partidas depois de umas duas horas. Destaque
pros diferentes tipos de uva que trouxeram pra gente comer durante a simul!
No dia seguinte começou a maratona:
O local de jogos era no Clube Recreio da Juventude, que embora tenha um nome meio estranho,
é uma das melhores infraestruturas que já vi! Várias piscinas, quadras de tênis, poliesportivas,
campos infinitos, entre várias outras coisas não deu nem pra ver...
9 horas da manhã saímos do hotel e só voltamos lá pra mais de meia-noite!
No primeiro dia foram 6 rodadas: a primeira de 15 x 15, as duas seguintes de 30 x 30, depois
três duras partidas de 60 x 60!(segundo dia eram três partidas de 60 x 60 também) E ao fim de tudo isso, o jantar de confraternização...
Salão lotado, novamente com mais de 200 jogadores, que nem Itú! Fico feliz de ver cada vez mais
gente nos torneios... sinal de que o xadrez tá crescendo!
Entre os primeiros números do torneio estavam Rafael Leitão, Andrés Rodriguez, Henrique
Mecking, Eu, Everaldo Matsuura, Jorge Bittencourt, Dragan Stamenkovic, e mais uma penca de
jogadores de respeito.
Hora das peladas então! (novamente vou encher o post de informações... torneio rápido é duro!)

-Primeira Rodada
Contra Luis Signor, eu de brancas...
Foi uma Petroff (acho que uma das primeiras que eu jogo...) onde não consegui nada da abertura..
Os dois rocaram grande e consegui ganhar um peão e levar pra um final, que era tecnicamente
ganho... Primeiro ponto!

-Segunda Rodada
Contra Eduardo Sprech, eu de pretas...
Siciliana Clássica, ele jogou uma linha com Bb5 cravando o cavalo que não dá vantagem...
Joguei um g6 mandando pra estrutura de dragão e comecei um ataque na ala da dama...
Mais um final, só que dessa vez não tão ganho... Por sorte acabei ganhando um peão no apuro
de tempo dele e depois a partida. 2 em 2!

-Terceira Rodada
Contra Paulo Dutra, de brancas
Najdorf! Os dois mandaram ver na teoria até que no lance 23 ele fez uma novidade que me
parece duvidosa.... Tirando o bispo pra ala da dama o rei ficou meio exposto... Peguei casas
importantes como f5 e d5 e por motivos táticos a posição sucumbiu. 3 em 3!

-Quarta Rodada
Contra Fabiano Prates, de pretas
Mandei uma francesa, pra não precisar entrar na siciliana fechada que ele joga... Esqueci do
detalhe que ele joga francesa também. Foi uma linha do avanço meio estranha, sem d4 e com
Bb5. Na verdade, depois de uns lances parecia mais uma rossolimo! com bc, f6, d5, e5, fiquei com
um centro forte e com 0-0-0 começaram os ataques nas alas opostas. Sacrifiquei um peão
pra fechar uma diagonal perto do meu rei e no apuro ele acabou errando e deixando meu ataque
fluir... (vantagem de partidas sem acréscimo! =D) 4 em 4!

-Quinta Rodada
Contra Marco Cordeiro, de brancas
Joguei 1.d4... Por que? Nem idéia... o0
Gambito de Dama aceito, onde eu não tinha a mínima idéia de onde colocar as peças...
Acabei por perder um peão sem muita compensação em 15 lances! Na verdade depois eu
vi, tiveram mais uns caras que já perderam esse peão igual....
Pelo menos o rei dele ficou no centro, e dava pra tentar algum ataque, ou ficar por ali zanzando...
Ele resolveu trocar as peças pra aliviar a pressão, mas com isso eu recuperei o dito peão e ficou
numa posição que eu acho que tá igual...
Um pouco de confusão tática de novo, ele tentou uma idéia que furava no fim das contas e teve
que trocar de plano no meio do caminho. Ficou meio cravado e por isso acabei passando... 5 em 5!

-Sexta Rodada
Contra Henrique Mecking, de pretas
Aqui começou o fim da minha alegria...
O torneio até então tava firme, na medida do possível e sobrou eu e ele com 5 em 5, já que o
Rafael empatou com o Everaldo e o Andrés empatou com o Dragan...
Como ia jogar de pretas, sabia que vinha alguma coisa chata, e realmente veio....
1.d4 como era de se esperar e contra Cf6 e e6, india da dama.
Tentei uma linha com f5 que é menos jogada, mas bem interessante pra deixar a posição viva.
O que eu não esperava é que viria um a4-a5... e quando eu joguei b5, veio c5...
Passado uns lances, ele trocou o bispo pelo cavalo e jogou b4, f4, e3, h4....
Com a estrutura zig-zag, ele me ofereceu empate, que foi recusado por minha parte que tava
melhor no tempo... Mas eu não tinha onde romper também, o que complicava bastante minha
vida... Deixei as peças um pouco bagunçadas pra ver se ele rompia, mas quando finalmente
rompeu, as peças foram todas trocadas e o final resultante tava empatado... 5,5 em 6 pra ambas
as partes....

Depois da sexta rodada, rolou um jantar de confraternização pra todos os jogadores do torneio,
com várias comidas legais e tal... Sobremesas... Muito bom! Todo mundo comeu e foi pro
alojamento ou hotel, dormir porque já era tarde e domingo a rodada ia ser absurdamente cedo...

Sétima Rodada
Contra Rafael Leitão, de brancas
Partida Sanguinária!
Mesmo tendo que correr pra arrumar a mala, tomar banho e sair, o cérebro deu algum jeito
de funcionar as 8:15 da madrugada, que era a hora a rodada.
Mandei 1.e4 e veio pirc, o que já era esperado...
Joguei uma linha que tinha visto por uns 2 minutos a noite que é jogar com Bg5 e f4, pra atacar
melhor... só que infelizmente ele conhecia a posição! Na sorte mandei um Bd3 que é menos jogado
e ele não achou a melhor réplica... Passado uns lances, mandei 0-0-0 e o ataque ia vir muito forte
se ele não fizesse nada... Arriscou um c5 e dxe5 que é meio duvidoso, mas na prática funcionou
bem... Não vi um fxe5 que ficava com uma boa vantagem posicional no meio da zona... Na
verdade vi, mas naquela hora tava tentando mais dar mate do que entrar no final... Falha minha..
Resolvi sacrificar uma peça por 3 peões e uma casa, e a partir disso, entramos em complicações
violentas, onde os dois, ao que parece, acharam lances bons até o final da partida, onde rolou uma
repetição bizarra.... 6 em 7 agora...

Oitava Rodada
Contra Everaldo Matsuura, de pretas
Nessa e na próxima rodada, entrava em vigor a regra que em caso de empate, ia rolar a morte súbita, que era uma partida de 6 x 5 onde as negras tem a vantagem do empate!
Aqui desabou tudo...
Mandei uma paulsen de pretas e levei um 3.c3 transpondo pra alapin... Passado uns lances ficou
uma estrutura de francesa que eu conhecia beeem mais ou menos, mas parece que consegui
meio que igualar ainda assim... Entramos rápido num final de torres, que parece que ele tá bem,
mas bem jogado ia empatar...
E joguei bem! Cheguei numa posição que ele tinha torre e três peões e eu com torre e dois, na
mesma ala... E daí veio o pesadelo....
Consegui achar um lance que que muuuuuuuuito ruim numa posição bem simples, e depois não
vi uma defesa de final artístico pra segurar o final... Realmente, um erro que não cometia há
alguns anos... Fiquei completamente indignado... =(

Nona Rodada
Contra Regina Ribeiro, de brancas
Grande vantagem de não ter empate e o desempate for escore acumulado, é que eu sabia
exatamente a posição que eu ficaria se ganhasse a última rodada... Não que isso me animasse,
muito pelo contrário... Mas tudo bem...
Rolou uma paulsen que transpôs pra uma Sveshnikov...
Joguei a linha que to jogando nos últimos tempos, que é com Bxf6 primeiro e depois de Bd3 e 0-0
ela jogou um Tg8 que eu nunca vi... Não parece ruim, mas a diferença é que esse lance é jogado
na linha de Dh5, onde o peão de g2 tá caindo...
Tentei um ataque rápido na outra ala com c4 e acabei comendo o peão de f5... a posição do rei
dela ficou meio exposta e passado uns lances rolou um golpezinho com Dc2 ganhando peça...

7 em 9 no fim das contas, e como ficou Rafael com 8 e mais 5(!) pessoas com 7,5 eu terminei
triste na sétima posição...
Torneio em si foi muito bom, só faltou um pouco de xadrez da minha parte... acho que poderia ter
ido no mínimo um pouco melhor...
A premiação tava rolando as 4:30 e começaram com o absoluto porque nosso vôo saia as 5:35!
Corremos de carro pra chegar no aeroporto e logo que a gente vai chegar, tem um avião da Gol
subindo feliz...
Por sorte quando chegamos no aeroporto, descobrimos que ele não tinha ido embora e sim
arremetido, dando tempo pra gente fazer o check-in sem problemas...

Bom, basicamente foi esse o torneio e essas minhas impressões dele...
Qual o próximo? Não sei... espero que não demore muito... Espero também que na próxima
eu possa dizer que joguei um xadrez legal mesmo!
Desculpas pela demora, mas fiquei um pouco desanimado depois do torneio e com uma preguiça
gigante... haha
Quando sair a classificação em algum lugar eu coloco no blog...

Até!

4 comentários:

thais disse...

"8:30 da madrugada" bizarro!! rs
Mas parabéns pelo torneio!
beijos
;**

mvson disse...

Acho q vc se confundiu... vc ficou 4º não em 7ºlugar

http://www.fgx.org.br/resultados/aberto_festadauva2008_cross.htm

neijrodrigues disse...

Blz meus parabéns, apesar do que foi dito foi um bom torneio.

Nei Jorge

Xadrez Opinião disse...

Desculpe-me o jeito, mas, Ô Fier, a uva já virou passa!! Atualiza isso ai, hombre ?

Blanco (RJ)

2700chess.com for more details and full list